Lançado concurso para construção do novo hospital de Sintra

O Município de Sintra lançou um concurso público que visa a empreitada de construção do Hospital de Proximidade de Sintra, com o valor base de 50.000.000 euros.

Este é o segundo concurso lançado para a construção do novo hospital após o lançamento do primeiro a 28 de setembro passado, tendo todas as propostas apresentadas excedido o valor base que estava estipulado, de 40.482.000 euros.

À Lusa, fonte da Câmara de Sintra explicou que a necessidade de aumentar o valor em dez milhões de euros se justifica pelo “aumento dos preços do mercado, nomeadamente das matérias-primas”, adiantando ainda que a adjudicação e o início da construção estão previstos para o mês de julho.

Os concorrentes têm agora até 12 de maio para apresentar para apresentar as propostas ao novo concurso público da empreitada que será paga pela Câmara de Sintra, enquanto o Estado assume a aquisição e a instalação do equipamento, orçamentadas em 22 milhões de euros.

O novo hospital de Sintra será constituído por três unidades, ambulatório programado, serviço de urgência básica e unidade de convalescença. Terá 19 especialidades e capacidade para atender 60 mil urgências anualmente.

O ambulatório programado contempla consultas externas e exames, unidade de saúde mental, medicina física e de reabilitação, central de colheitas, unidade de cirurgia de ambulatório e bloco de cirurgia de ambulatório.

Quanto às especialidades, a unidade de saúde contará com anestesiologia, cardiologia, cirurgia geral, cirurgia pediátrica, cirurgia plástica e reconstrutiva e estética, gastrenterologia, medicina física e reabilitação, medicina interna, neurologia, oftalmologia, ortopedia, otorrinolaringologia, patologia clínica, pediatria, pneumologia, psiquiatria, radiologia e urologia.

Em fevereiro passado, o presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta, assumiu que o novo hospital não será uma realidade em 2021, considerando que a pandemia pode explicar o facto de todas as propostas apresentadas no primeiro concurso da obra excederem o valor base estipulado.

“Estipulámos um preço, que a ser adjudicado seria o mais elevado em hospitais públicos, mas a verdade é que, mesmo assim, não houve concorrentes interessados pelo valor de 40 milhões [de euros]. O relatório do revisor do projeto sublinha que o preço foi fixado em plena pandemia e admite que o mercado tenha feito subir os preços, além de que a possibilidade de recebermos a falada ‘bazuca europeia’ pode ter levado as empresas nacionais de construção a rever e subir os preços”, considerou.

Os concorrentes são obrigados a manter as respetivas propostas por 365 dias a contar de 12 de maio. O prazo de execução do contrato prazo é de 730 dias e o critério de adjudicação é a relação qualidade/preço.

Consulte o anúncio em https://dre.pt/application/conteudo/161210470

Seminário de Arquitetura Hospitalar

Data Science: oportunidades e desafios em ambiente hospitalar

A Escola Nacional de Saúde Pública promove, no dia 14 de abril de 2021, a partir das 14h30, o Seminário de Arquitetura Hospitalar ,  subordinado ao tema Data science: oportunidades e desafios em ambiente hospitalar.

Esta edição, que decorre no âmbito da UC de Tecnologias e Equipamento Hospitalar, é co-organizado por Teresa Magalhães e Florentino Serranheira, docentes da ENSP-NOVA e tem como oradores Ricardo Teresa Ribeiro – Vice-Presidente ESTeSL – IPL ,  Manuel Dias – National Technology Officer at Microsoft | AI Ambassador e  Hugo Marques – Country Head for Digital Health, Siemens Healthineers.

O seminário é gratuito mas de inscrição obrigatória.  O link será enviado com a confirmação da inscrição.

ATEHP no Seminário sobre SNS mais próximo e Resiliente

No passado dia 25 de Fevereiro pelas 17 horas, realizou-se o Seminário sobre SNS mais próximo e Resiliente cuja participação da ATEHP foi representada pelo Engenheiro João Durão de Carvalho, atual secretário da Direcção da ATEHP. Segue-se a baixo o seu testemunho.